A sua matéria com a fonte certa.

 

A assessoria de imprensa da Allianz está à disposição para informações e entrevistas. Entre em contato conosco pelos canais abaixo:

Tel: 55 11 3083-1242
Lucila Lopes - lucila.lopes@virta.inf.br
Bianca Bordignon - bianca@virta.inf.br

Ou nos envie uma mensagem pelo e-mail imprensa@allianz.com.br
 

Veja abaixo os últimos releases:

Allianz e Impact Hub anunciam finalistas de programa de aceleração de empreendedorismo social

 

Ver Bem e Carlotas foram selecionados entre mais de 30 negócios brasileiros inscritos. Em junho, disputam aporte de 40 mil euros com startups da Alemanha, Malásia e Turquia.

 

 

 

 

 

Os negócios de impacto social, Ver Bem e Carlotas, são os finalistas brasileiros do Investment Ready Program 'Encouraging Future Generations', programa internacional de aceleração promovido pelo Grupo Allianz em parceria com o Impact Hub. Em junho, representantes das duas startups embarcam para Munique, onde disputarão a injeção de capital de 40 mil euros, cerca de 160 mil reais, com selecionados dos outros três hubs da iniciativa, Alemanha, Malásia e Turquia. 
 

Os dois empreendimentos foram selecionados por se destacarem na promoção de soluções escaláveis para inclusão social de crianças e jovens. Enquanto o Ver Bem atua em prol da saúde, o Carlotas está voltado à educação deste público.   
 
“A Ver Bem surgiu a partir de dados como: 680 milhões de pessoas no mundo precisam de óculos e não podem pagar; 42 milhões de cidadãos brasileiros necessitam usar óculos, mas ainda não tiveram esse diagnóstico; 22,9% dos alunos brasileiros saem dos colégios por problemas de visão – é o maior motivo de evasão escolar no País e a terceira maior taxa global”, conta Ralf Toenjes, um dos fundadores do empreendimento. 

A Ver Bem é um negócio social, cujo objetivo é fortalecer a operação da Renovatio, ONG, que leva saúde visual para diversas comunidades carentes de todo o Brasil. Sendo assim, a  Ver Bem comercializa óculos a preços acessíveis, com o valor abaixo do mercado. A cada par de óculos vendido da “linha de impacto”, que custa a partir de R$ 179,00, um é doado para a ONG.

A Carlotas nasceu de um insight da artista plástica Carla Douglass durante uma roda de conversa com crianças sobre artes. Carla expôs alguns de seus desenhos e seus traços particulares chamaram a atenção. Depois de inúmeras perguntas e respostas, a artista e os estudantes chegaram à conclusão de que não existe “um perfeito, mas, sim, vários perfeitos”. Carla e os alunos acabavam de desconstruir padrões e quebrar o silêncio de três meses de Eric, um garoto em vulnerabilidade social, sob os cuidados de um abrigo devido a conflitos familiares. Bastante impactada pelo resultado da atividade, Carla saiu da escola e procurou a amiga Fabiana. A partir daquele dia, elas começaram a estudar o porquê de Eric ter reagido tão prontamente ao estímulo da artista. “Após pesquisas e laboratórios, chegamos a uma abordagem única baseada em arte e ludicidade, hoje aplicada por meio de materiais, programas e oficinas em salas de aula e no universo corporativo”, conta Fabiana Gutierrez, sócia-fundadora do Carlotas.

A Carlotas, acima de tudo, é uma empresa de propósito social cujos pilares são diversidade, respeito e empatia para o desenvolvimento de competências socioemocionais e a gestão de conflitos. “Parte do faturamento conquistado com o emprego da metodologia em escolas e empresas privadas é revertido à aplicação gratuita de programas na rede pública de ensino. Hoje, atendemos 14 turmas mensais de cinco instituições e queremos ampliar esse impacto social. Precisamos, então, nos estruturar para captar mais investimentos”, conta Gutierrez.

Até chegarem à etapa europeia, o Ver Bem e o Carlotas estão passando por um processo estruturado de revisão e aprimoramento de seus modelos de negócio e preparação para crescimento, aqui no Brasil. Ele inclui mentorias com colaboradores da Allianz, como também consultorias com as equipes da Boston Consulting Group (BCG) e do Derraik & Menezes Advogados, escritório de direito empresarial. O objetivo é garantir que as startups estejam prontas para receber o investimento para alavancagem e escala.

“Acompanhar o desenvolvimento desses empreendimentos sociais é inspirador. Eles fazem os nossos colaboradores se aproximarem de realidades diversas e ficarem motivados a devolver à sociedade conhecimentos acumulados, ao serem mentores do programa. A Allianz Brasil é referência no encorajamento de gerações futuras, com a Associação Beneficente dos Funcionários do Grupo Allianz (ABA) há mais de 20 anos, e esse é um dos motivos que faz ela estar entre os hubs da iniciativa”, diz Mário Jorge, diretor de Relações Institucionais, Comunicação e Sustentabilidade da Allianz Seguros, durante encontro de trabalho com o time de mentores, experts e empreendedores ocorrido na sede da seguradora, em São Paulo.

O Investment Ready Program 'Encouraging Future Generations' vem auxiliando o Ver Bem, principalmente, em seus desafios de abertura de lojas físicas e Recursos Humanos, aqueles voltados à atração e retenção de talentos e criação de uma marca empregadora. “Temos que formar uma equipe com habilidades e competências comerciais para expandir o negócio, seja territorialmente ou por meio da diversificação dos canais de vendas. Esses colaboradores precisam estar imersos na cultura do terceiro setor e serem altamente estratégicos”, aponta Toenjes.
  
A demanda do Carlotas é outra. Logo na primeira mentoria, a Fabiana Gutierrez sinalizou ao Cido Rodrigues, superintendente financeiro da Allianz Seguros, que o empreendimento precisava, sobretudo, de aprimoramentos administrativo-financeiros. “Estou indicando à Fabiana alguns modelos financeiros, para que o Carlotas tenha planejamento de caixa e precificação mais eficientes. Isso significa poder enxergar à frente, o desenvolvimento do negócio”, explica Rodrigues.

”O Impact Hub é uma organização brasileira, globalmente conectada que apoia, cataliza e fomenta a jornada empreendedora em todo o mundo. O Programa incentiva as empresas que buscam soluções de impacto para os diversos desafios e o nosso papel é acelerar esses negócios com mentorias, capacitações, conexões e acesso a capital” Ruy Camargo, diretor de Projetos de Aceleração do Impact Hub São Paulo.

A próxima etapa contempla uma semana de capacitação aprofundada na Alemanha. Após essa fase, será conhecido o empreendimento dos quatro países com maior impulso social às próximas gerações. 


Sobre a Allianz Seguros

No País há mais de 110 anos, a Allianz Seguros atua no Brasil em ramos elementares e saúde empresarial e está presente em todo o território nacional por meio de suas 63 filiais.
 
A Allianz Seguros é uma empresa do Grupo Allianz, um dos líderes mundiais em seguros e o maior da Europa, com presença em mais de 70 países. Além de oferecer produtos e serviços, a Allianz também se destaca na área de pesquisa de grandes riscos, estudos de sustentabilidade e nos investimentos em fontes renováveis de energia.
 
A Allianz SE é membro da Transparência Internacional e apoia os princípios do Pacto Global das Nações Unidas e as Diretrizes da OCDE para Multinacionais por meio de seu Código de Conduta. A organização é uma das líderes do setor de seguros no Índice Dow Jones de Sustentabilidade, listado no FTSE4GOOD e no Carbon Disclosure Leadership Index (Carbon Disclosure Project, CDP6).

 

 

Informações à imprensa

Virta Comunicação Corporativa

Bianca Bordignon – bianca@virta.inf.br

55 11 3894-2434

Larissa Marçal – larissa.marcal@virta.inf.br

55 11 3894-2427

imprensa@allianz.com.br

Distrações perigosas

 

Ao menos um décimo de todos os acidentes com fatalidades são causados por motoristas distraídos

 

O álcool tem sido considerado uma das mais perigosas causas de falta de aptidão dos motoristas, mas as distrações causadas pela tecnologia, incluindo celulares e GPS, provam que agora também representam um grande risco.  Cerca de 74% dos motoristas admitem distrair-se enquanto dirigem. 

Um novo estudo do Centro de Tecnologia Allianz (AZT) mostra que o risco de um acidente cresce drasticamente quando os motoristas dividem a atenção entre o trânsito e a tecnologia. Os destaques do estudo fazem uma correlação entre altos índices de acidentes e o uso de dispositivos de informação, comunicação e entretenimento disponíveis nos veículos.  

Por exemplo, 60% dos motoristas que tiveram um acidente nos últimos três anos afirmaram que estavam usando o telefone celular enquanto dirigiam. Apenas 37% dos motoristas que afirmaram fazer o mesmo não se envolveram em acidentes.  

“Isso não é nenhuma surpresa”, diz Jochen Haug, diretor de Sinistros da Allianz Alemanha. “Quanto mais itens de tecnologia no veículo e mais complexa a operação, mais distraído estará o motorista em relação ao trânsito”, conta. 

Tão nocivo quanto o álcool
De acordo com os especialistas, um décimo dos acidentes de trânsito com fatalidade é causado por motoristas distraídos. Em 2016, mais de 3.200 pessoas morreram nas estradas da Alemanha – 256 deles porque uma das vítimas envolvidas estava bêbada. Significativamente mais pessoas, por volta de 350, morreram devido distrações ao volante. 

Até os anos 70, era aceitável um motorista beber muitas taças de vinho e ainda sim dirigir, afirma Haug. Mais de 20 mil pessoas morreram nas rodovias em 1970 e o governo respondeu introduzindo limites de velocidade nas estradas do País e estabelecendo o nível máximo de álcool no sangue em 0,8 em 1971. “O comportamento em relação à bebida alcoólica mudou. Não é mais socialmente aceitável beber e dirigir. Nós precisamos adotar a mesma atitude em relação ao uso do celular no volante,” diz Haug. “Nosso estudo é claro, o motorista que usa o celular enquanto dirige coloca outras vidas em risco”.

De acordo com a pesquisa, a todo momento o motorista comete alguma infração em relação ao celular enquanto dirige. Três quartos dos entrevistados admitiram distrair-se regulamente com as tecnologias disponíveis no veículo, enquanto 39% afirmaram que opera manualmente o sistema de navegação ao mesmo tempo em que dirige. 

Um em quatro motoristas afirmaram que leem mensagens de texto enquanto dirigem e 15% afirmaram que as respondem. Isso é mais comum em motoristas acima de 24 anos: mais de 27% lê mensagens e 23% as respondem enquanto conduzem o veículo. 

Os resultados convergem com pesquisas internacionais. Um estudo de 2015, que entrevistou 1.211 motoristas nos Estados Unidos, apontou que quase 60% dos entrevistados leem mensagens no celular com o veículo em movimento. Um mês depois foi encontrada uma forte correlação entre os resultados e os índices de colisões. 

Além disso, as colisões com veículo motorizado são responsáveis por aproximadamente um quarto de todas as mortes de adolescentes e jovens adultos (entre 15 e 24 anos) nos Estados Unidos. Mais de um terço (36%) de todos os motoristas distraídos envolvidos em acidentes fatais tinham entre 15 e 29 anos, de acordo com as estatísticas da U.S. National Highway Traffic Safety Administration de 2015.

 

Ação necessária


O AZT defende há muito tempo que a distração seja incluída como uma causa oficial nas estatísticas de acidentes e regulamentações de trânsito. O governo da Alemanha recentemente estendeu a definição de celulares para incluir tablets e dispositivos similares. 

A Allianz também defende medidas adicionais, como desabilitar a navegação ou acesso à internet nas telas disponíveis no carro enquanto o veículo está em movimento. Determinados sistemas avançados de assistência, como assistentes de frenagem de emergência, podem ajudar evitando ou reduzindo o impacto dos acidentes causados por distrações.

 

 

Sobre a Allianz Seguros

No País há mais de 110 anos, a Allianz Seguros atua no Brasil em ramos elementares e saúde empresarial e está presente em todo o território nacional por meio de suas 63 filiais.
 
A Allianz Seguros é uma empresa do Grupo Allianz, um dos líderes mundiais em seguros e o maior da Europa, com presença em mais de 70 países. Além de oferecer produtos e serviços, a Allianz também se destaca na área de pesquisa de grandes riscos, estudos de sustentabilidade e nos investimentos em fontes renováveis de energia.
 
A Allianz SE é membro da Transparência Internacional e apoia os princípios do Pacto Global das Nações Unidas e as Diretrizes da OCDE para Multinacionais por meio de seu Código de Conduta. A organização é uma das líderes do setor de seguros no Índice Dow Jones de Sustentabilidade, listado no FTSE4GOOD e no Carbon Disclosure Leadership Index (Carbon Disclosure Project, CDP6).

 

Informações à imprensa

Virta Comunicação Corporativa

Bianca Bordignon – bianca@virta.inf.br

55 11 3894-2434

Larissa Marçal – larissa.marcal@virta.inf.br

55 11 3894-2427

imprensa@allianz.com.br

Allianz conquista troféus no Prêmio Segurador Brasil 
 

Na noite de ontem, 5, a Allianz Seguros foi reconhecida no 15º Prêmio Segurador Brasil, promovido pela editora Brasil Notícias. Anualmente, a premiação contempla empresas, entidades e profissionais do mercado de seguros brasileiro.  
 
Executivos da companhia estiveram no evento para receber os quatro troféus da seguradora. Três deles são da categoria “Melhor Desempenho, conglomerados acima de R$ 2,5 bilhões” nas carteiras de “Acidentes Pessoais”, “Aeronáuticos” e “Responsabilidade Civil – E&O”. Para esse quesito, foram adotados quatro indicadores: crescimento da participação de mercado, aumento das vendas, margem bruta e gestão de risco. 
 
O quarto prêmio, também relacionado ao ramo “Aeronáuticos”, foi em “Maior Crescimento em Vendas”.  A Allianz levou esse troféu por ter mais do que dobrado os seus prêmios na comparação janeiro a novembro de 2016 contra 2017, período levado em consideração para premiação.
 
As análises do Prêmio Segurador Brasil foram realizadas pela equipe da Silcon Estudos Econômicos. Para elas, foram considerados os números publicados na Superintendência de Seguros Privados (Susep).  
     
A cerimônia de entrega da premiação aconteceu no salão nobre do Edifício Itália, localizado no centro de São Paulo, e contou a presença de cerca de 400 pessoas. 

Sobre a Allianz Seguros
No País há mais de 110 anos, a Allianz Seguros atua no Brasil em ramos elementares e saúde empresarial e está presente em todo o território nacional por meio de suas 63 filiais.
 
A Allianz Seguros é uma empresa do Grupo Allianz, um dos líderes mundiais em seguros e o maior da Europa, com presença em mais de 70 países. Além de oferecer produtos e serviços, a Allianz também se destaca na área de pesquisa de grandes riscos, estudos de sustentabilidade e nos investimentos em fontes renováveis de energia.
 
A Allianz SE é membro da Transparência Internacional e apoia os princípios do Pacto Global das Nações Unidas e as Diretrizes da OCDE para Multinacionais por meio de seu Código de Conduta. A organização é uma das líderes do setor de seguros no Índice Dow Jones de Sustentabilidade, listado no FTSE4GOOD e no Carbon Disclosure Leadership Index (Carbon Disclosure Project, CDP6).

 

Informações à imprensa

Virta Comunicação Corporativa

Bianca Bordignon – bianca@virta.inf.br

55 11 3894-2434

Larissa Marçal – larissa.marcal@virta.inf.br

55 11 3894-2427

imprensa@allianz.com.br

Allianz na Hora do Planeta

 

São Paulo, 23 de março de 2018 – Para firmar o compromisso do Grupo Allianz em reduzir os impactos das mudanças climáticas no planeta por meio de práticas sustentáveis, as luzes das sedes da Allianz Seguros e de suas coirmãs no Brasil – Allianz Global Corporate & Specialty (AGCS), Euler Hermes e Allianz Worldwide Partners – serão apagadas durante a Hora do Planeta. O Allianz Parque, arena multiuso batizada pela seguradora, também terá seu luminoso desligado durante os 60 minutos do movimento.

Com isso, além de demonstrar a sua preocupação com o planeta, a seguradora objetiva engajar seus colaboradores, parceiros comerciais, os corretores de seguros, e clientes à Hora do Planeta. A participação na campanha está alinhada a uma das estratégias para a mudança climática do Grupo Allianz, que introduz soluções cada vez mais sustentáveis ​​para os clientes em todo o mundo. Isso ajuda nossos clientes a se prepararem para os efeitos negativos das mudanças climáticas e mitigar os riscos, protegendo o meio ambiente.

A  Hora do Planeta, liderada pelo WWF, acontecerá neste sábado, 24, das 20h30 às 21h30, e contará com a participação de mais de 7 mil cidades de cerca de 180 países. O evento é tido como o maior chamado mundial a indivíduos, empresas e governos para combater o aquecimento global. E a partir desde ano até 2020, a iniciativa focará na relação entre as mudanças climáticas e os seus impactos na biodiversidade.  

 

Sobre a Allianz Seguros

No País há mais de 110 anos, a Allianz Seguros atua no Brasil em ramos elementares e saúde empresarial e está presente em todo o território nacional por meio de suas 63 filiais.

A Allianz Seguros é uma empresa do Grupo Allianz, um dos líderes mundiais em seguros e o maior da Europa, com presença em mais de 70 países. Além de oferecer produtos e serviços, a Allianz também se destaca na área de pesquisa de grandes riscos, estudos de sustentabilidade e nos investimentos em fontes renováveis de energia.

A Allianz SE é membro da Transparência Internacional e apoia os princípios do Pacto Global das Nações Unidas e as Diretrizes da OCDE para Multinacionais por meio de seu Código de Conduta. A organização é uma das líderes do setor de seguros no Índice Dow Jones de Sustentabilidade, listado no FTSE4GOOD e no Carbon Disclosure Leadership Index (Carbon Disclosure Project, CDP6).

 

Informações à imprensa
 

Virta Comunicação Corporativa

Bianca Bordignon – bianca@virta.inf.br

55 11 3894-2434

Larissa Marçal – larissa.marcal@virta.inf.br

55 11 3894-2427

imprensa@allianz.com.br

 

Parceria entre Allianz Seguros e Instituto Ayrton Senna completa três anos com milhares de crianças e jovens beneficiados

 

O seguro Allianz Auto Instituto Ayrton Senna, que tem parte do valor de suas apólices emitidas revertida à organização, surgiu em 2015 e até 2020 deve contribuir com a educação de cerca de 75 mil alunos da rede pública de todas as regiões do Brasil

 

São Paulo, 19 de março de 2018 –  O Allianz Auto Instituto Ayrton Senna, o primeiro e único seguro de automóvel com benefício social do Brasil, completa, neste mês de março, três anos no mercado. Durante esse período, os recursos oriundos do produto contribuíram com a educação de mais de 45 mil crianças e jovens que frequentam o Ensino Fundamental e Médio de escolas públicas localizadas em mais de 660 cidades brasileiras, espalhadas por 18 estados. A mecânica da parceria é simples: a cada seguro automotivo contratado ou renovado, parte do valor é revertida ao Instituto Ayrton Senna.

 “O Allianz Auto Instituto Ayrton Senna reflete a convicção da Allianz sobre a importância do investimento em educação. E os nossos segurados, ao adquirirem esse produto, partilham desta certeza, de que promover a formação de educadores e o conhecimento a crianças e jovens desenvolve potenciais e habilidades e reduz a desigualdade social”, afirma Karine Correa Paes de Barros, superintendente de Market Management da Allianz Seguros.

A parceria inédita de Marketing Relacionado à Causa entre a Allianz Seguros e o Instituto Ayrton Senna começou em março de 2015, com a meta de beneficiar 15 mil estudantes a cada ano. E ela seguirá até pelo menos 2020, com a expectativa de colaborar com o ensino de 75 mil alunos de 6 a 17 anos.

“Somente a educação é capaz de transformar o ser humano e um país, porque ela dá uma ‘vida’ de oportunidades. E para mudar a realidade do Brasil é preciso engajamento do governo, empresas, terceiro setor e sociedade civil. O Allianz Auto Instituto Ayrton Senna vai justamente nesse sentido, pois envolve a Allianz Seguros, os corretores, o Instituto Ayrton Senna e os segurados, gerando fundos para que o Instituto invista na educação de todas as regiões do Brasil, sempre em parceria com as redes pública de ensino”, explica Thiago Fernandes, diretor de Negócios do Instituto Ayrton Senna.

 

Sobre a Allianz Seguros

No País há mais de 110 anos, a Allianz Seguros atua no Brasil em ramos elementares e saúde empresarial e está presente em todo o território nacional por meio de suas 63 filiais.

A Allianz Seguros é uma empresa do Grupo Allianz, um dos líderes mundiais em seguros e o maior da Europa, com presença em mais de 70 países. Além de oferecer produtos e serviços, a Allianz também se destaca na área de pesquisa de grandes riscos, estudos de sustentabilidade e nos investimentos em fontes renováveis de energia.

A Allianz SE é membro da Transparência Internacional e apoia os princípios do Pacto Global das Nações Unidas e as Diretrizes da OCDE para Multinacionais por meio de seu Código de Conduta. A organização é uma das líderes do setor de seguros no Índice Dow Jones de Sustentabilidade, listado no FTSE4GOOD e no Carbon Disclosure Leadership Index (Carbon Disclosure Project, CDP6).


Sobre o Instituto Ayrton Senna

Há mais de 20 anos, o Instituto Ayrton Senna contribui para ampliar as oportunidades de crianças e jovens por meio da educação. Nossa missão é desenvolver o ser humano por inteiro, preparando para a vida no século 21 em todas as suas dimensões. Impulsionados pela vontade do tricampeão de Fórmula 1 Ayrton Senna de construir um Brasil melhor, atuamos em parceria com gestores públicos, educadores, pesquisadores e outras organizações para construir políticas e práticas educacionais baseadas em evidências. Estamos em permanente processo de inovação, continuamente investigando novos conhecimentos para responder aos desafios de um mundo em constante transformação.

Partindo dos principais desafios da educação identificados por gestores e educadores com quem trabalhamos no dia a dia, produzimos, sistematizamos e validamos conhecimentos críticos para o avanço da qualidade da educação, em um trabalho conjunto com as redes públicas de ensino. Todo o conhecimento produzido é compartilhado com mais atores por meio de iniciativas de formação, difusão, cooperação técnica e transferência de tecnologia.

Nossas ações são financiadas por doações, recursos de licenciamento e por parcerias com a iniciativa privada. Considerando iniciativas voltadas para o Ensino Fundamental e o Ensino Médio, estamos em 18 Estados e mais de 660 municípios, apoiamos a formação de mais de 50 mil profissionais por ano e beneficiamos a educação de mais de 1,5 milhão de alunos por ano. http://www.institutoayrtonsenna.org.br.

 

Informações à imprensa
 

Virta Comunicação Corporativa

Bianca Bordignon – bianca@virta.inf.br

55 11 3894-2434

Larissa Marçal – larissa.marcal@virta.inf.br

55 11 3894-2427

imprensa@allianz.com.br

 

Grupo Allianz entrega resultados expressivos em 2017 e dá 5% de aumento nos dividendos

 

  • Receitas totais de 2017 cresceram 3% atingindo 126,1 bilhões de euros

  • Lucro operacional de 2017 sobe 0,4% e vai a 11,1 bilhões de euros

  • Lucro líquido atribuível aos acionistas em 2017 baixou 2,3% e ficou em 6,8 bilhões de euros

  • Venda do OLB, mudanças fiscais nos EUA, câmbio e catástrofes naturais afetaram pontualmente resultados do 4º trimestre

  • Entradas líquidas de fundos de terceiros registram recorde de 150 bilhões de euros em 2017, elevando os recursos de terceiros sob gestão a 1,448 trilhão de euros

  • Coeficiente de capitalização Solvency II de 229% no final de 2017, frente a 218% no final de 2016

  • Conselho de Administração propõe aumento de 5,3% nos dividendos, passando a 8 euros por ação, comparado a 7,60 euros por ação em 2016

  • Allianz no rumo certo para entregar metas da sua Agenda de Renovação trienal

  • Receitas totais do 4º trimestre de 2017 sobem 5,6% e vão a 31,7 bilhões de euros, lucro operacional cai 8% e fica em 2,8 bilhões de euros

2017 tem forte crescimento do negócio e alto coeficiente de solvência

 

O Grupo Allianz registrou resultados expressivos em 2017 devido em grande parte ao melhor desempenho em Gestão de Ativos e no ramo Vida e Saúde. A receita total do Grupo subiu 3% e atingiu 126,1 bilhões de euros (122,4 bi em 2016) para o ano todo, impulsionada por melhorias em todos os segmentos de negócio. O lucro operacional subiu mais 0,4 % chegando em 11,1 bilhões de euros em 2017 (11,1 bi em 2016), situada na faixa visada pelo Grupo, entre 10,3 a 11,3 bilhões de euros. O segmento Property & Casualty viu o lucro operacional cair 7,5 % devido, principalmente, às indenizações maiores por catástrofes naturais ocorridas em 2017, o ano mais caro de todos os tempos para o setor de Seguros.  Os sinistros por conta dos incêndios florestais na Califórnia, dos furacões Harvey, Irma e Maria, além das tempestades na Europa e outras catástrofes naturais, se elevaram a 1,1 bilhão de euros – contra 0,7 bi em 2016. O rendimento líquido atribuível aos acionistas encolheu 2,3%, ficando em 6,8 bilhões (contra 6,96) em 2017, por influência do impacto pontual das mudanças fiscais nos EUA e dos efeitos derivados da venda do Oldenburgische Landesbank (OLB).

O Lucro Básico por Ação (EPS) foi de 15,24 (contra 15,31) euros para o ano. O coeficiente de capitalização, sob as regras Solvency II, subiu para 229% no final de 2017, contra 218% no final de 2016. O Conselho de Administração proporá aumentar o dividendo em 5,3% passando a 8,00 euros por ação em 2017, contra 7,60 euros por ação em 2016.

Mais uma vez a Allianz aprimorou as medidas referentes à fidelização dos clientes e a avaliação de suas experiências em 2017, com o compartilhamento de empresas do Grupo cujo índice Net Promoter Score (NPS) superou os mercados locais, subindo 5 pontos percentuais globalmente e indo para 60%. O Índice de Meritocracia Inclusiva (IMIX), que mede liderança, desempenho e cultura corporativa, subiu 2 pontos percentuais em 2017 e bateu nos 72%, que é o nível trienal visado para 2018. Tais medidas refletem os esforços da Allianz em atender clientes e envolver funcionários.
“O Grupo cumpriu suas metas de desempenho, manteve um nível extraordinário da força de capital, e devolveu três bilhões de euros aos acionistas por meio de buy-back de ações em 2017. Esses êxitos se devem, em grande medida, aos esforços notáveis dos funcionários da Allianz buscando atingir os objetivos que nós estabelecemos na Agenda de Renovação”, disse Oliver Bäte, CEO da Allianz SE.

“A Allianz também fez avanços estratégicos importantes, incluindo uma joint-venture de seguros no Reino Unido com a LV=, e a contínua expansão em mercados de rápido crescimento como a África. Nós também ampliamos nossa participação na Euler Hermes para mais de 90%, fortalecendo nosso envolvimento em seguro P&C”, comentou Bäte.

 

O quarto trimestre foi afetado por fatores pontuais, ainda que as medidas de desempenho subjacentes tenham continuado a se intensificar. A receita total aumentou 5,6 % no ano passando para 31,7 bilhões de euros (contra 30 bi no 4º trimestre de 2016), impulsionada sobretudo pelas melhorias no segmento de Vida e Saúde.  O lucro operacional no trimestre caiu para 2,8 bi de euros (3%), devido em parte a um aumento de 0,2 bilhão de euros nos sinistros decorrentes de catástrofes naturais, um aumento nos demais sinistros relacionados ao clima e aos resultados menores nos investimentos.  O rendimento líquido atribuível aos acionistas recuou para 1,4 bilhão de euros (contra 1,8), devido ao impacto pontual das mudanças tributárias nos EUA e à venda do banco OLB, que geraram impacto negativo de 210 milhões de euros. As medidas de desempenho fundamental se intensificaram no trimestre, com a Margem de Novos Negócios subindo para 3,6% (2,9) comparado ao ano anterior. No segmento P&C, o índice de perdas ‘por atrito’ (perdas secundárias), que exclui a volatilidade causada por catástrofes naturais e resultados de run-offs, apresentou melhora. O segmento de Gestão de Ativos teve no 4º trimestre o seu melhor resultado operacional em quatro anos.

“Furacões, tempestades e incêndios florestais afetaram duramente o setor de seguros, fazendo de 2017 o ano mais oneroso que o setor já teve em termos de sinistros por catástrofes naturais”, declarou Oliver Bäte. “Nós agimos rapidamente para ajudar nossos clientes a se levantarem novamente.  Essa é a parte mais gratificante da nossa atividade.  Só com catástrofes naturais, nós pagamos cerca de 1,1 bilhão de euros em benefícios aos clientes”.

O diretor Financeiro da Allianz SE, Giulio Terzariol, declarou: “O Grupo entrou em 2018 em velocidade de cruzeiro, colocando nossas metas de desempenho trienais ao alcance. Estamos confiantes que a Allianz está bem posicionada para entregar resultados financeiros consistentes novamente este ano. O Grupo pretende atingir um lucro operacional de 11,1 bilhões de euros em 2018, mais ou menos 500 milhões de euros, salvo imprevistos.”

P&C: Catástrofes naturais ofuscam avanços

 

  • Prêmios brutos subscritos subiram para 52,3 bilhões de euros (ante 51,5) em 2017. Com os ajustes por correção cambial e efeitos de consolidação, o crescimento interno totalizou 2,3 %, sendo que os efeitos de preço e volume contribuíram com 1,2% e 1,1%, respectivamente.

  • Lucro operacional recuou 7,5% e foi para 5,1 bilhões de euros em 2017, comparado ao ano anterior, principalmente devido às perdas elevadas decorrentes de catástrofes naturais.

  • Como resultado, o índice combinado subiu 0,9 ponto percentual e chegou a 95,2 %.


“Catástrofes naturais, tempestades e perdas relacionadas ao clima tiveram papel decisivo em 2017. Porém, as medidas de desempenho subjacentes se mantiveram firmes e nós continuamos comprometidos com nosso objetivo de melhorar o índice combinado levando-o a sustentáveis 94% no final de 2018”, afirmou o diretor Financeiro da Allianz SE, Giulio Terzariol.

 

No quarto trimestre de 2017, os prêmios brutos subscritos se elevaram ligeiramente passando a 11,3 bilhões de euros (ante 11,2).  Com ajustes por correção cambial e efeitos de consolidação, o crescimento interno foi de 5,1%, sendo que os efeitos de preço e volume contribuíram com 1,8% e 3,3% respectivamente.

 

O lucro operacional declinou 9,6% e ficou em 1,3 bilhão de euros, comparado ao mesmo período do ano anterior, devido ao resultado menor nos investimentos e a sinistros maiores por catástrofes naturais. Com a correção para sinistros por catástrofes naturais, o índice combinado aumentou em 1,1 ponto percentual no trimestre, passando para 91,7 %.

 

Vida e Saúde:  Valor de Novos Negócios cresceu de forma expressiva
 

  • Prêmios totais em 2017 cresceram 4,1%, passando a 67,3 bilhões de euros (64,6) como resultado de maiores vendas de produtos custo-eficientes na Alemanha e ao crescimento nos prêmios relacionados a unidades na Itália e em Taiwan.  Com os ajustes por correção cambial e efeitos de consolidação, os prêmios totais cresceram 7%.
  • Lucro operacional subiu 3,1% e foi para 4,4 bilhões de euros (4,3) em 2017. O Valor de Novos Negócios (VNB) cresceu 29,9% chegando a 1,9 bilhão de euros em 2017.
  • A Margem de Novos Negócios (NBM) se intensificou para 3,4% (2,7) em 2017.

 

“O crescimento no negócio de Vida e Saúde acelerou em 2017 juntamente com a mudança para produtos mais eficientes em termos de capital. Essa abordagem está recompensando clientes e acionistas igualmente”, disse Giulio Terzariol, diretor Financeiro da Allianz SE.

No quarto trimestre de 2017, o lucro operacional diminuiu 13,5% e ficou em 1,1 bilhão  de euros. Os prêmios totais subiram 8,3% atingindo 18,6 bilhões de euros. A margem de novos negócios cresceu para 3,6 (2,9)%.  Como resultado, o valor de novos negócios aumentou 30,9% alcançando 550 milhões de euros comparado ao quarto trimestre de 2016.

 

Gestão de Ativos: recorde em entradas líquidas de fundos de terceiros
 

  • Comparado ao final do ano de 2016, os recursos de terceiros sob gestão (AuM) tiveram crescimento de 87 bilhões de euros, totalizando 1,448 trilhão de euros. Com o maior ingresso anual de todos os tempos, foram registradas entradas líquidas de fundos de terceiros da ordem de 150 bilhões de euros e os efeitos de mercado positivos superaram o impacto negativo do câmbio.

  • Em 2017, o lucro operacional subiu 10,6% indo para 2,4 bilhões de euros (2,2), puxado principalmente pelo aumento médio nos recursos de terceiros sob gestão na PIMCO e na Allianz Global Investors, elevando os honorários líquidos e o rendimento por comissão.
  • A relação Custo-Rendimento (CIR) aumentou em 1,5 ponto percentual e chegou a 61,9% em 2017, pois o crescimento da receita superou o aumento das despesas.


“O ano de 2017 foi um marco histórico para o segmento de Gestão de Ativos. As entradas líquidas de fundos de terceiros registraram o recorde de 150 bilhões de euros no ano, pois todos os clientes foram atraídos para fundos de alta performance” disse Jacqueline Hunt, membro do Conselho de Administração da Allianz SE e responsável por Gestão de Ativos e pela operação de seguro de Vida nos EUA.
 

No quarto trimestre de 2017, o lucro operacional cresceu 8,4% e atingiu 697 milhões de euros, devido principalmente aos rendimentos maiores dos ativos sob gestão. As entradas líquidas de fundos de terceiros de 45 bilhões de euros e os efeitos de mercado positivos superaram os efeitos cambiais negativos, resultando em 1,96 trilhão de euros em ativos totais sob gestão – um aumento de 89 bilhões de euros comparado ao final do exercício 2016. A relação custo-rendimento aumentou 1,0 ponto percentual e foi para 60,2 %.

 

Nota Técnica: Os dados referentes ao ano anterior foram corrigidos em virtude de uma definição atualizada de lucro operacional e de uma mudança na política contábil, conforme já descrito no primeiro trimestre de 2017



Para mais informações, entre em contato com:

Thomas Atkins             +49 89 3800 2960

Daniela Markovic          +49 89 3800 2063

Assessoria de Imprensa Allianz Brasil

Virta Comunicação Corporativa

Bianca Bordignon – bianca@virta.inf.br

55 11 3894-2434

Larissa Marçal – larissa.marcal@virta.inf.br

55 11 3894-2427

imprensa@allianz.com.br

 

Sobre o Grupo Allianz

O Grupo Allianz é uma das principais seguradoras e gestora de ativos do mundo com mais de 86 milhões de clientes corporativos e de varejo.  Os clientes da Allianz se beneficiam de uma ampla gama de serviços de seguros pessoais e corporativos, que vão de seguros de propriedade, vida e saúde aos serviços de assistência ao seguro de crédito e de negócios globais. A Allianz é um dos maiores investidores do mundo, gerindo mais de 650 bilhões em nome de seus clientes, enquanto nossos gestores de ativos Allianz Global Investors e PIMCO gerem mais 1,4 trilhão de ativos de terceiros. Graças à nossa integração sistemática de critérios ecológicos e sociais em nossos processos de negócios e decisões de investimento, mantemos a posição de liderança para seguradoras no Índice Dow Jones de Sustentabilidade. Em 2017, com mais de 140.000 colaboradores em mais de 70 países, o Grupo Allianz obteve uma receita total de 126 bilhões e um lucro operacional de 11 bilhões.

 

These assessments are, as always, subject to the disclaimer provided below.

 

Cautionary note regarding forward-looking statements

The statements contained herein may include prospects, statements of future expectations and other forward-looking statements that are based on management's current views and assumptions and involve known and unknown risks and uncertainties. Actual results, performance or events may differ materially from those expressed or implied in such forward-looking statements.

 

Such deviations may arise devido a, without limitation, (i) changes of the general economic conditions and competitive situation, particularly in the Grupo Allianz's core business and core markets, (ii) performance of financial markets (particularly market volatility, liquidity and credit events), (iii) frequency and severity of insured loss events, including from catástrofes naturais, and the development of loss expenses, (iv) mortality and morbidity levels and trends, (v) persistency levels, (vi) particularly in the banking business, the extent of credit defaults, (vii) interest rate levels, (viii) currency exchange rates including the EUR/USDexchange rate, (ix) changes in laws and regulations, including tax regulations, (x) the impact of acquisitions, including related integration issues, and reorganization measures, and (xi) general competitive factors, in each case on a local, regional, national and/or global basis. Many of these factors may be more likely to occur, or more pronounced, as a result of terrorist activities and their consequences.

 

No duty to update

The company assumes no obligation to update any information or forward-looking statement contained herein, save for any information required to be disclosed by law.

 

Other

The quarterly figures regarding the net assets, financial position and results of operations have been prepared in conformity with International Financial Reporting Standards.

Information is based on preliminary figures. Final results for fiscal year 2017 will be released on March 9, 2018 (publication of the Annual Report).

 

This is a translation of the German Quarterly and Full Year Earnings Release of the Grupo Allianz. In case of any divergences, the German original is binding.